Proposta Curricular de Artes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Proposta Curricular de Artes

Mensagem  Deyvid em Qui Out 23, 2008 2:44 am

INTRODUÇÃO

Esta proposta curricular está em conformidade com as questões filosóficas e metodológicas, no que diz respeito ao estudo do ensino das artes, visam compreender, reconhecer e problematiza temas referentes ao ensino da arte, direto e indiretamente e traz uma proposta sócio-cultural, crítica para a educação escolar como, formação e construção do sujeito ético para uma sociedade igualitária sem preconceitos de novos costumes, tradição cultural, religiosa, raça ou etnia.
Estudos da evolução gráfica e estética da criança e do adolescente, uma abordagem de conteúdos específicos de arte (visual, cênica e musical), esse conteúdos irão fortalece e dar continuidade aos conhecimentos de arte para desenvolver uma educação de qualidade.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

O ensino da arte na atualidade tem passado por transformações de grandes significados, hoje, faz-se necessário que o professor tenha um pouco de domínio e conhecimento de arte para que possa organizar um trabalho consistente por meio de atividades voltadas para o campo da arte na escola: ver, ouvir, mover, sentir, perceber, pensar, descobrir, fazer e expressar, a partir dos elementos da natureza e da cultura analisando-os e transformando-os.
Para se desenvolver um trabalho de arte, o professor precisa descobrir quais são os interesses, vivências, linguagens, modos de conhecimento de arte e prática de vida de seus alunos. Conhecer os estudantes na sua relação com a própria região, com o Brasil e com o mundo. É imprescindível para um trabalho de educação escolar no campo da arte, que se mobilize e tenha formação artística, o professor de arte deve fazer um mapeamento cultural da área onde atua. É nessa relação com o mundo que os estudantes desenvolvem suas experiências estéticas e artísticas, e vão lapidando e desenvolvendo a linguagem da arte.
Espera-se com isso que as crianças possam vivenciar o processo artístico e conseguiam evoluir no que se refere a produção técnica da representação imaginativa e a expressividade.

HISTÓRICO DA ARTE NO BRASIL

A partir de 1971, durante a vigência da Lei Nº. 5.692, que reformou o ensino de 1º e 2º graus no Brasil, a arte passa a ser tratada como experiência de sensibilização e como conhecimento genérico, mas contraditoriamente, deixa de ser valorizada como conhecimento humano, histórico e importante na educação escolar. Nas escolas, a arte passou a ser entendida como mera proposição de atividades artísticas, às vezes desconectada de um projeto coletivo de educação escolar, porém, os professores deveriam atender todas as linguagens artísticas, mesmos aquelas para as quais não se formaram.
Este quadro se estende pelas décadas de 80 e 90 do século XX, de tal forma que as escolas brasileiras de Ensino Médio apresentam práticas reduzidas e quase ausente de um ensino e aprendizagem de música, de artes visuais/plásticas, dança, teatro etc...
Só a partir dos congressos Nacionais e Internacionais sobre arte e educação, organizados pelas Universidades e pela Federação Nacional dos Arte-Educadores do Brasil – FAEB, criado em 1987, é que passou então a se discutir questões sobre cursos de arte, nas diversas linguagens artísticas, pré-escola até as universidades, incluindo a formação profissional de profissionais educadores.
Pesquisadores, pedagogos, coordenadores e professores de escolas de arte, lutaram em grupo para que a arte se tornasse presente nos currículos das escolas de Educação Básica no Brasil, e fizesse parte da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.3494/96.

DA ATUAÇÃO DO PROFESSOR

É fundamental para que o professor possa realizar efetivamente um bom trabalho de arte:
tenha conhecimento das questões filosóficas metodológicas para dirigir com segurança um bom desenvolvimento de suas aulas;
conheça as questões epistemológicas, as características da criança que está envolvida no processo pedagógico;
reconheça a evolução estética do aluno para mediar conhecimentos;
vivencie atividades artísticas experimentando variados materiais e suportes;
desenvolva pesquisa, produza conhecimentos em arte, para a sala de aula, apropriando-se do processo evolutivo do aluno;
conheça aspectos da sua cultura e da história da arte;
selecione conteúdos de arte, tendo como referencial a proposta curricular em arte.

O aperfeiçoamento do professor de arte deve ser contínuo, para que este, adquira competências e melhorias sustentáveis nas ações nacionais, regionais e locais, voltadas a formação inicial de professores de linguagens artísticas.
Uma das particularidades do conhecimento em arte está no fato de que, nas produções artísticas, um conjunto de idéias é elaborado de maneira sensível, imaginativa, estética por seus produtores ou artistas, esse conjunto sensorial de idéias aparece no produto de arte enquanto está sendo feito e depois de pronto ao ser comunicado e apreciado por outras pessoas.

CONTEÚDO:
O ensino da Arte no Brasil

Histórico da arte no Brasil;
Tendências atuais das metodologias do ensino das artes;
O ensino da arte e a cultura histórica;
Conteúdos de arte como: visual, musical e cênica, que contempla a Proposta Curricular da Arte.

O ensino da Arte no Brasil constitui componente curricular obrigatório, nos diversos níveis da educação básica, de forma a promover o desenvolvimento cultural dos alunos (artigo 26 § 2º da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Nº 9.394/20/12/196 – LDB).

LEITURA E REPRESENTAÇÃO ARTÍSTICA

Como se dá a leitura do objeto artístico, com imagens, reprodução, propaganda e TV; rádio, jornal, revistas, quadrinhos. Vestuário etc.;
Leitura social, estética, formal e semiológica;

É nas relações sócio-culturais, e dentre elas as vividas na educação escolar que praticamos e aprendemos esses saberes.
Por isso, é fundamental que na disciplina Arte os alunos possam dar continuidade aos conhecimentos práticos e teóricos sobre a arte em níveis anteriores da escola básica e em sua vida cotidiana.
Ao participar com práticas e teorias de linguagens artísticas nas dinâmicas da área Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, a disciplina Arte deve colaborar no desenvolvimento educacional. Para a realização de tais projetos educacionais, são precisas diversas parcerias entre professores responsáveis pelas disciplinas que envolvem o conteúdo da arte.




ARTE NO ENSINO MÉDIO

No ensino médio os alunos podem continuar a descobrir de modo instigante e investigativo, que a arte manifesta uma variedade de histórias e modo de comunicações e de criatividades artísticas, que se ligam nas diversas formas de linguagens e códigos:
Elaborações inventivas com materiais e técnicas disponíveis na sociedade humana;
Percepções e elaborações de idéias, representações imaginativas com significados da natureza das culturas;
Expressões, sentimentos, emoções pelas experiências vividas no mundo;

Os estudantes que freqüentam a escola média, ao desenvolverem atividades artísticas por meio das linguagens e código da música, artes visuais, danças, artes audiovisuais, aprendem significados das manifestações culturais e de artes.
O sentido cultural da Arte, vai se desvelando na medida em que os alunos da Escola de Ensino Médio participam do processo de ensino e aprendizagem criativos que lhes possibilitem continuar a praticar produções e apreciações artísticas. Além disso, esse sentido cultural se revela em processos de educação escolar de Arte que favorecem aos estudantes a reflexão e troca de idéias, de posicionamento sobre as práticas artísticas.
Nas aulas de Arte, os alunos de Ensino Médio, podem aperfeiçoar seus modos de elaborar idéias e emoções, de maneira sensível, imaginativa e estética, a partir das culturas vividas com pesquisas e opiniões, os alunos vão adquirindo competências para outras produções ao longo de suas vidas com a arte.
Assim sendo, o produzir deve envolver a criação ou a recriação de linguagens artísticas oriundas de outros contextos culturais.

METODOLOGIA

Os professores que trabalham com arte na educação, devem ter como ponto de partida os conteúdos da educação básica, voltados para o ensino médio que contemple a Proposta Curricular do Estado sede do estabelecimento de ensino onde trabalha.
Levando em conta que os conteúdos devem ser selecionados a partir da realidade local, do aluno, da escola e do interesse da criança e/ou adolescente. É importante elaborar exercícios e atividades como busca de solução para problemas de arte, visando a realidade escolar, com estímulos a produção artística de acordo com os saberes artísticos que incluam a região, a escola, a sala de aula e outras regiões do mundo: por exemplo, seminários, pesquisa em sala de aula e na biblioteca.
AVALIAÇÃO
Durante o processo de ensino-aprendizagem.

O professor deve estabelecer critérios avaliativos, tomando como referências alguns pontos fundamentais.
identificar qual o aluno que está interessado pelo estudo e trabalho da arte;
ter conhecimento do processo evolutivo da criança, auditivo, corporal e estético;
ter conhecimento das várias possibilidades de leitura do objeto artístico, de imagens, de música, de som e de representação cênica;
vivenciar atividades artísticas, refletindo e criando novas possibilidades sobre elas;
realizar exercícios de leitura do objeto artístico, como a música, do som e representações cênicas;
contextualizar a produção artística localizando-a no espaço histórico, geográfico e cultural;
e por fim, estar aberto a refletir, a estudar, pensar e repensar o ensino da arte e sua função e ação em sala de aula.

Estes são critérios indispensáveis para o trabalho da arte na educação, somando a estes critérios pode-se acrescentar textos, exercícios práticos e teóricos como: seminários depoimentos, participação do aluno, colaboração, responsabilidade, envolvimento, interesses, curiosidade, entusiasmo, interação entre professor, aluno, pais e comunidade escolar.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

A elaboração desta Proposta Curricular foi com planejada com intuito de atender os requisitos propostos pelo professor da disciplina, Fundamentos do Ensino Médio. Foi uma experiência nova, elaborar uma proposta curricular com um tema tão amplo e diversificado como o estudo de arte dentro da educação.
Apesar de, a arte ainda ocupar um espaço reduzido dentro do sistema brasileiro de educação. Mas esperamos que se torne sólida e atraente para a classe estudantil brasileira, pois a arte se traduz em criatividade, dinamismo, técnica e inteligência.
O trabalho foi elaborado em conjunto com os demais componentes do grupo. Foi com boa intenção, empenho e dedicação, que nos propusemos a construção deste texto para referendar o sétimo período do curso de pedagogia da Universidade Federal do Tocantins – UFT.


SUMÁRIO:
Capa:

Contra capa:

Introdução:

Fundamentação Teórica:

Histórico da Arte no Brasil:

Da atuação do professor:

Conteúdo:

Leitura e Representação Artística:

Arte no Ensino Médio:

Metodologia:

Avaliação:

Considerações Finais:

Deyvid

Mensagens: 3
Data de inscrição: 23/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum